SISTEMA DE INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS COMO CONTRIBUIÇÃO À UTILIZAÇÃO DE PÓ DE ROCHA ORIUNDO DA FORMAÇÃO SERRA GERAL EM ÁREAS DE INDICAÇÕES GEOGRÁFICAS VITIVINÍCOLAS NO BRASIL

Agriculture, Agrogeology
Conference Proceedings
Bergmann, Magda; Farias, André Rodrigo; Hoff, Rosemary; Modena, Rudi César Comiotto
2013
Português

As áreas de indicação geográfica vitivinícola brasileiras buscam o desenvolvimento sustentável de sua produção e o uso de pó de rocha, bem como práticas de rochagem poderão contribuir para a remineralização dos solos e nutrição de plantas, o que poderá agregar valor ao produto. No entanto, o uso de rochagem é ainda incipiente nas regiões produtoras brasileiras e possivelmente as razões para isto são devidas ao desconhecimento sobre a identificação de fontes destes materiais para rochagem, bem como a distância de transporte destas fontes à área cultivada. A Embrapa Uva e Vinho possui levantamento detalhado da área vitícola das indicações geográficas como Vale dos Vinhedos, Monte Belo, Pinto Bandeira, Altos Montes e Farroupilha, todas localizadas na região vitivinícola Serra Gaúcha, no Estado do Rio Grande do Sul. A Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais tem feito extenso levantamento de fontes de agrominerais nos diversos litotipos da Formação Serra Geral no Rio Grande do Sul, definindo materiais que melhor disponibilizam nutrientes para as plantas. No substrato da região vitivinícola
Serra Gaúcha ocorrem os Fácies Caxias e Gramado da Formação Serra Geral, os quais possuem variações ao longo dos derrames. Um sistema de informações geográficas foi construído com a finalidade de formar um banco de dados georreferenciado da produção vitivinícola, incluindo as áreas fonte de material para rochagem e, além disto, estabelecendo as distâncias calculadas até as áreas de vinhedos. Foram aplicadas técnicas de geoprocessamento no programa livre gvSIG pelo cruzamento de atributos citados. A área da indicação geográfica Altos Montes, situada nos municípios de Flores da Cunha e Nova Pádua, Rio Grande do Sul, foi investigada a fim de indicar áreas mais favoráveis para obtenção de pó de rocha para ser disponibilizado à viticultura.

Print Friendly, PDF & Email